sexta-feira, 6 de junho de 2008

Quem me dera...

... poder dizer tudo o que me vai na cabeça, como quando tinha 15 anos.
Assim de repente, e depois das várias pessoas de diferentes fases da minha vida que encontrei recentemente, tenho um milhão de palavras entaladas na garganta.

gosto de ti.
deixas-me sem palavras.
estás mal vestida.
fazes-me rir.
às vezes odeio-te.
um elogio teu é o elogio mais importante do mundo.
desculpa não ter percebido que estavas a chorar ao telefone.
beija-me.
posso-te espetar com um alfinete a ver se acordas?
quando estou ao pé de ti sou uma pessoa melhor.
canta-me uma canção.
esse saco é piroso.
assusto-te?
preferia que não me tivesses mandado mensagem de parabéns.
no que é que estás a pensar?
tinha uma prenda para ti e não ta dei.
odeio estar de volta a isto.
essa conversa dá-me sono.
tenho saudades tuas.
não gostas de nada.
antes de ser assim já fui espontânea.
menti.

6 comentários:

SMS disse...

Muito bom este post. Só acho que devias dizer tudo isto. Mesmo. Beijinhos.

DingaLing disse...

acho que devias dizer tudo o que pensas porque senão estas a ser tão cínica como aqueles que criticas.
beijo!

Bee. disse...

não fiques com isso preso, costuma fazer comichão...

a mim faz, quando não digo.

misskitsch disse...

diz, diz, diz.
e depois sorri. o teu melhor sorriso.

é o que faço. e as pessoas acham que estou a ser apenas engraçada ;) e na verdade, já mandei muita gente ir apanhar feijões e recebi de volta um sorriso.

Rapunzel disse...

eu (infelizmente) entendo-te perfeitamente...

Telma_ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.