quinta-feira, 5 de junho de 2008

Escrever com barulho de fundo

É quinta-feira à tarde e a CGTP tomou de assalto a Avenida da Liberdade. E ao barulho do berbequim das obras do prédio em frente, que nos acompanha há longos meses, juntaram-se os gritos de ordem

CÊ-GÊ-TÊ-PÊ!
CÊ-GÊ-TÊ-PÊ!

ou o sempre antigo mas nunca fora de moda

A LUTA CONTINUA!

E é nestas alturas que eu, que entretanto despachei um texto importante sem usar a palavra sindicalismo ou manifestação apesar do caos que nos entra pela janela, começo a perceber que, por este andar, sou capaz de escrever em qualquer lado. Dêem-me uma data de fecho e dêem-me sobretudo isto: uma semana de férias a dois dias de distância.

2 comentários:

apipocamaisdoce disse...

Acho injusto... então e a parte do hino de Portugal, tão bonito e comovente às cinco da tarde, depois de duas horas a ouvir "CGTP, UNIDADE SINDICAL"? Sobre isso não há qualquer referência??

misskitsch disse...

25 de Abril sempre.
De oposição não passarão!
Os ricos que paguem a factura!



são as minhas preferidas ;)