quarta-feira, 16 de maio de 2012

Um recado do Universo

Sempre que vejo séries ou comédias românticas em que o par principal passa a vida a encontrar-se na rua, nas situações mais inesperadas, dou aquela gargalhada cínica do ah-pois-é-faz-todo-o-sentido-que-numa-cidade-com-milhares-de-pessoas-eles-estejam-exactamente-no-mesmo-sítio-à-mesma-hora-que-lindo-e-tão-pouco-provável. Mas agora, e sem perceber muito bem como, ando sempre a encontrar uma certa pessoa a quem até acho graça, mas que não conheço, nos locais mais improváveis. E em sítios e horas completamente diferentes. Por isso eu pergunto-me: será que o universo me anda a querer dizer alguma coisa?

17 comentários:

LURBA disse...

Eu perguntava a essa "certa pessoa", na próxima vez que me cruzasse com ela!!! ;-DDD

GuessWho disse...

Acho que sim :D As coisas não acontecem por acaso, acredite.

Peppy Miller disse...

Porque é que ainda não falaste com essa pessoa? Não percas essa oportunidade ;)
Só saberás se tentares

JU disse...

Acho que sim.

S* disse...

O amor não tem lugar...

Vespinha disse...

Isso é lindo! Por mim podia acontecer-me já. :)

paula. disse...

:)) Anda.
Anda a dizer que ambos deviam combinar ir juntos a todos esses lugares onde se encontram indo separados e que devem mesmo experimentar em dueto e que isso sim, era muito mais giro. :)

Johnny disse...

Mete conversa, nunca se sabe o que virá daí ;)

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Parece-me um bom augúrio ;)

Joana disse...

Opa decidi comentar, acontece-me tanto isso. Mas a mim, é uma história ainda mais bizarra. Trata-se, de uma "aventura" que eu tive numa noite, eu moro em Lisboa e ele no Barreiro. E nunca o vejo em Lisboa e passado um ano, é só vê-lo na terra do meu namorado, no Alentejo (que é mesmo no fim do mundo). A primeira vez que o vi, fiquei parva e ele deve ter ficado ainda mais parvo que eu. Há coisas que acontecem que eu não percebo, parece que sinceramente nem tem explicação (pelo menos no meu caso). Agora contigo, acho engraçado e cena de filme romântico :)


Beijinho,
Joana


http://joandstuff.blogspot.pt

E disse...

talvez, ou apenas que existem temas para se tornarem posts ;)

chinfrim disse...

Conheces a história do homem que estava num telhado durante um dilúvio à espera que deus o salvasse e acabou por morrer? Bom, para quem não conhece: ele rezava e rezava enquanto as águas subiam, até que apareceu um helicóptero para o salvar, mas ele em vez de aceitar a ajuda gritou "não! deus há de me salvar" e lá ficou. Depois há variantes da história que dizem que apareceu um barco e outros meios de salvamento, que o homem recusou sempre. Moral da história (neste caso): se alguma coisa parece um sinal divino, toca a mexer... ou não largas o telhado! Boa sorte *

juliette disse...

ahaha chinfrim, já me convenceste. :)

Anónimo disse...

Cada vez adoro mais os teus posts...

Vai-te a ele :P Porque não? É o que penso em situaçoes que me causam dúvidas!!

Ilusion disse...

Quando comecei a ler este post, pensei "afinal não sou só eu que acho que as probabilidades de conhecer alguém do nada são ínfimas"...mas depois, percebi que as coincidências podem mesmo acontecer...e porque não deixarmo-nos levar?! Aproveita...
Vou ficar também à espera que o Universo me dê um sinal...

Ilusion *****

Miúda disse...

Com este post, lembrei-me, assim de repente, daquele filme(uma comédia romântica sobre o acaso) que se chama Serendipity(btw, gosto imenso desta palavra).
:)

O Sexo e a Idade disse...

Serenpidity!