quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Mosca

Quando se trata de analisar o potencial de uma relação, tenho a mesma orientação que uma mosca: vou sempre em direcção à luz azul-eléctrico que me há-de-fritar.

12 comentários:

Nelson Soares disse...

Pode ser que depois da tempestade venha a bonança... xD

Vá, há que ter confiança. Pode ser que um dia desviem o mata-moscas e duas moscas se encontrem para sempre... =D

Pior é que com a ASAE vai ser dificel que tirem mata moscas... x)


Stay Well...

Maria Nunes disse...

Bom... faz tudo parte. O importante é estares preparada e não avaliares mal aquela relação que, de facto, é a que tem potencial.
O resto, são experiências e aprendizagens:)

sininho disse...

Como eu te percebo também tenho esse faro, no fim riu me e penso, bem lá vamos nós outra vez :)

Neni disse...

Podia ter escrito este post.
Posso copiar?

KITTY disse...

È uma boa maneira de explicar muita coisa mas em poucas palavras. Até me fez rir este post..

*BJS*

Carochinha disse...

O que interessa é fazer a viagem com estilo. E isso tu sabes fazer =)

Buttafly disse...

Acho que já somos duas...

;)

bf disse...

Perfeito!
Só assim saberás que te fritou. E se já voaste várias vezes na direcção da luz é sinal de que nunca te fritaste totalmente ou que, mesmo frita, as asas nunca se queimam ;)

Emma Bovary disse...

Lol. Dedo-podre!

Uma em milhões. :)

misskitsch disse...

Isso faz-me lembrar uma musica de Aimee Maan: The Moth.

The moth don't care if the flame burns low. Cuz moth and flame have an after-glow. Cuz nothings fuels a good flirtation like ness and anger and desperation!

;)

Anónimo disse...

o que eu já ri ! escreve de uma maneira engraçada... conheci o blog hoje, e estou a ler, ler, ler

Anónimo disse...

assino por baixo :)