segunda-feira, 4 de junho de 2012

Acho que quantos mais anos faço, menos percebo

Acho que quantos mais anos faço, menos percebo. As pessoas. Eu própria. Esta ansiedade de ver de repente o que me faz sentir uma pessoa que dificilmente podia ser mais inacessível, e entrar no carro mesmo quando já estou a ver que me vou espatifar na curva.
Acho que quantos mais anos faço, menos percebo onde arrumar tantas emoções, sobretudo quando nas mesmas 24 horas tenho de soprar as velas, fazer a festa, ouvir um médico confirmar que a minha avó tem alzheimer e ir buscar a minha gata ao veterinário depois de a terem operado a um tumor na mesma sala onde a minha cadela morreu, e pelo mesmo motivo.
Acho que quantos mais anos faço, menos percebo onde vamos nós buscar forças para lidar com dias como este, e semanas, e até meses.
Acho que quantos mais anos faço, menos percebo como é que posso acreditar que depois de tanto azar ainda vem aí alguma coisa boa, porque se começar a pensar já ando a dizer isto a mim mesma há mais de um ano.
Acho que quantos mais anos faço, e contra todas as expectativas, menos medo vou tendo de mostrar o que realmente sinto, e qualquer dia dou um murro a quem me disser que sou um grande partido.
Acho que quantos mais anos faço, mais simples são as coisas que quero. Estabilidade. Tempo. Uma pessoa que queira estar comigo e que não se afaste quando as coisas deixam de ser perfeitas. A grande merda é que são essas mesmas coisas simples que vão ficando cada vez mais complicadas, quantos mais anos faço.

12 comentários:

Anónimo disse...

Entendo-te tao, mas tao bem. Entendo-te perfeitamente. Senti isso tantas vezes...Nao queria dizer um cliche como "descansa, que isso vai passar", mas a verdade e' que vai. Eu sei que agora nao acreditas que vai, mas vai. Sei que nao me conheces de lado nenhum, e como e' que eu sei que vai passar... porque quando finalmente nos permitimos ser quem na verdade somos, com as falhas todas 'a mostra, com as emocoes como elas sao, sem medos, todo um mundo novo se abre,e, com ele, aparecem pessoas que, embora conhecessemos ha' anos, parece que as vimos hoje pela primeira vez, e isso muda-nos o mundo para muito melhor.
Isso vai passar-se, de certeza!

carolaine disse...

tanto sentimento aí, gosto disso, gosto que as tuas palavras sejam verdadeiras e sentida.

Anónimo disse...

So true...

Anónimo disse...

So true...
Em todo o caso, Parabéns :)

Vespinha disse...

Não há mal que sempre dure nem bem que nunca acabe. Por isso aguentamos, sempre à espera das voltas e reviravoltas da vida. :)

Espiral disse...

Percebo tão bem o teu texto e é tão simples (mas díficil) aquilo que queremos. "Uma pessoa que queira estar comigo e que não se afaste quando as coisas deixam de ser perfeitas" .

Um beijinho grande.

J. disse...

Adorei ler este texto. Confesso que me revi muito nele. A verdade é que, quanto mais tempo passa, mais difícil é ter a mesma abordagem despreocupada com a vida. Em nós e nos outros, há mais desencontros.

Mas parabéns e força * Não será sempre assim. Ou pelo menos, temos de acreditar que não.

M de fémme disse...

Todos temos momentos maus, chama-lhe destino, karma, o que seja. A verdade é que a vida é feita de altos e baixos. Não te deixes desanimar por eles. Nos baixos impulsiona-te, nos altos não penses na descida!
tenho 23 anos e já me aconteceu bastante coisa, O meu avô teve parkinson, a minha avó Bipolar, o meu outro avô tem a Doença Pulmunar crónica obstructiva e anda sempre com oxigénio atrás, o meu pai num serviço de bombeiros teve uma acidente do qual ficou com 10% de incapacidade e 1 ano de baixa, a minha mãe ficou desempregada quando a minha bisavó morreu e no mesmo dia do funeral a minha casa ardeu! Agora tenho a minha tia com cancro, sendo ela uma segunda mãe para mim. Mas o que podemos fazer? aparentemente nada, ou talvez, viver da melhor forma que conseguirmos. E se neste dia não te apetece apagar as velas, não o faças...faz quando te sentires realmente viva! De qualquer forma Parabéns e que esse dia chegue rapidamente :)

Penelope disse...

Como me revejo nestas tuas palavras tão sentidas.
Como costumo dizer quando temos as respostas vem a vida e muda as perguntas.

Anónimo disse...

Bem...Para te animar (pode não parecer!)..podia ser pior.
Pode, de facto, parecer que tá tudo complicado, mas quando pensamos que tamos mal...podia ser pior.

Cor do Sol disse...

Quando menos esperares vais ver que as coisas não são assim tão complicadas. Eu sei que parece frase feita mas eu sou prova viva disso, go with the flow. :)

Ana João disse...

"Acho que quantos mais anos faço, mais simples são as coisas que quero. Estabilidade. Tempo. Uma pessoa que queira estar comigo e que não se afaste quando as coisas deixam de ser perfeitas." Como te compreendo e como me revi neste bocadinho..