sábado, 27 de abril de 2013

Estou para lá de ridícula

Porque não escrevo cartas de amor mas estou horas aos beijinhos e gosto de olhar para ele mesmo quando estamos tão perto que o nariz quase bate nas pestanas. Já não me lembrava o bom que era isto, o melhor que é isto, o perfeito que é isto, e desculpem se só venho quebrar o silêncio com um garrafão de xarope enjoativo mas há mais de um mês que estou feliz e ainda não acredito.

13 comentários:

teardrop disse...

Gostei do que li... :) Continuem assim! Beijinhos

Raven disse...

Depois da dor, a perspectiva do amor parece invisivel.
Felicidades!

Ana Rita disse...

Muitas felicidades! Que esse amor continue a crescer :)

Anónimo disse...

Kind of hate you right now :)

Carminho disse...

Muitas felicidades :)
Que esse amor continue a crescer e a fortalecer-se :)

S* disse...

Oh, que fase tão boa. Aproveita.

Emilie disse...

É tão bom sentir isso, vive sim, cada instante :)

Um beijinho*

Mafaldinha disse...

quanto menos esperas, acontece algo para te fazer feliz.! q bom é esta fase.. bjinhos e se feliz

Bravo disse...

hihi :)

Quel* disse...

Eu também sou assim, gosto de ficar a sentir a respiração dele na minha cara, e olhar para ele, tão de perto, que nem o consigo ver focado xD

amigos das onze horas disse...

ai o amor, o amor;)
beijinhos

Merenwen disse...

É possível? Depois de um grande amor, de uma grande desilusao, voltar a sentir-se assim? Tenho tantas dúvidas, parece-me algo tao raro e tao precioso que se dá tao pouco na vida. Diz-me que é possível, diz-me que acontece quando menos se espera e que um grande amor pode ser sempre ultrapassado por outro ainda maior!

juliette disse...

Merenwen, é raro sim, mas os últimos sete meses têm-me provado que é possível. :) E como já disse aqui, quando as coisas acabam, o melhor que podemos pensar é que estão a abrir espaço para que outras ainda melhores comecem. Não desistas. ;)